Back
Back
  • Santos faz balanço positivo de final de semana em Interlagos-SP
    1

    Santos faz balanço positivo de final de semana em Interlagos-SP

    Piloto comemora o pódio na C250 Master na última prova da temporada. No entanto, não esconde preocupação com o futuro da categoria

    Piloto comemora o pódio na C250 Master na última prova da temporada. No entanto, não esconde preocupação com o futuro da categoria

Piloto comemora o pódio na C250 Master na última prova da temporada. No entanto, não esconde preocupação com o futuro da categoria

Quando recebeu a bandeirada final na chegada da oitava e última etapa da temporada 2019 da Mercedes-Benz Challenge, disputada em Interlagos, o piloto paulista Roberto Santos não comemorava apenas o fato de terminar mais uma prova pela categoria que idealizou em 2009, mas também experimentava a certeza de reação diante de uma sequência de desafios impostos ao competidor, quase que diariamente durante o período que antecedia o evento.

Sem dúvida, entre o maior deles esteve o enfrentamento da tristeza vivida por um drama familiar, em decorrência da perda repentina de sua mãe logo no início da semana. Dias depois, vieram os problemas operacionais com o time que iria preparar seu carro e – por último e em cima da hora – a não confirmação da participação de um patrocinador que completaria o budget da etapa. Ainda assim, o sentido de profissionalismo e o respeito aos patrocinadores aliados à força de amigos e familiares, além da inspiração adquirida com a fé, fizeram com que o piloto continuasse em frente.

“Confesso que foram dias muito difíceis, com acontecimentos simultâneos que começaram no inicio da semana, quando recebi a notícia da partida de minha mãe. Só que chegou uma hora que tive que enxugar o choro e seguir adiante, pois tenho certeza que seria isso que ela pediria para eu fazer, mesmo triste. Quando pensei que a coisa começaria a caminhar, ‘tomei outras duas pancadas’”, considera ele.

Mesmo assim, com muita perseverança, Santos consegue a ajuda do pessoal do time Cordova Motorsport, que assumiu a preparação do carro da Della Via Racing Team, possibilitando que seu bólido fosse para a pista e andasse relativamente bem durante a sessão dos treinos livres, dentro do que havia sido planejado.

“Já no sábado, dia do classificatório, senti o carro falhar duas vezes no miolo e – voltando aos boxes – foram constatadas, pela equipe técnica da JL, falhas na bobina e na vela do terceiro cilindro. Resolvidos os problemas, definimos uma estratégia de largar sem problemas e tentar chegar entre os quatro primeiros da Geral e entre os três da Master. Porém, um pneu furado no ‘S’ do Senna, fez com que eu andasse praticamente ‘capengando’ até chegar aos boxes para a troca do composto. Feito isso, voltei à pista sob orientação de José Cordova para manter o ritmo dos demais e terminar a prova”, explica.

Superando limites, Santos avista a quadriculada. “Quando recebi a bandeirada, senti que ganhei não só aquela corrida na pista; mas – também – uma outra corrida: a da perseverança, como cair e levantar sempre: “Still I Rise” (Ainda me levanto). Outro momento bastante tocante foi a execução do Hino Nacional e o pensamento sereno na minha mãe. Impossível não ter me emocionado. Por isso, dediquei essa vitória pessoal no primeiro plano a ela, quem tenho certeza de estar contente ao lado de Deus, assim como também dedico a todos aqueles que me apoiaram de alguma forma naquele final de semana”, narra detalhadamente o piloto.

Apesar do final de semana de mais uma temporada de sucesso da Mercedes-Benz Challenge, o piloto também manifesta a sua preocupação com o futuro da categoria. “Tenho uma vinculação muito forte com a MBC, categoria que idealizei o projeto em 2009 e que se firmou como uma das principais do automobilismo brasileiro, na qual atuei não só como piloto, mas também na equipe de gestão. Neste ano, por uma série de fatores, estive um tanto quanto afastado. Logo, ao mesmo tempo em que estive contente por voltar a pilotar na categoria, também me entristece ver a mesma sem uma definição para 2020. Espero que todos os envolvidos com o campeonato (promotor, equipes, pilotos e inclusive a CBA) tenham bom senso, pois quem perde é o esporte a motor e mais ainda, todos aqueles que dependem dele”, alerta o apaixonado por velocidade.

O piloto Roberto Santos e a Della Via Racing Team contam com os patrocínios da Rede Della Via Pneus, Sampel Peças Automotivas, Viemar Automotive, BRB Tapetes de Borracha, China Imports, Valência Fashion, Rede Supermed Farmácias, Regis Motorsport e In Casa - Rio Quente.

 

Fonte: Agência WT Press

Foto: Divulgação

Roberto Santos Roberto Santos - Della Via Racing Team

Sorry, es scheint so, als sei die Version deines Browser zu alt!

Bitte aktualisiere deinen Browser oder lade eine aktuelle Version der unten aufgelisteten Browser herunter.

Internet Explorer Internet Explorer Firefox Mozilla Firefox Opera Opera Browser Chrome Google Chrome